Perdidos em Uldum

Primeiro eu começo com a historia da Phan. Afinal, utilizei-a na ultima aventura como uma forma de tocar a história, até mesmo por que o Gah que serve a ela tem haver com a trama do local. E assim eles conhecem o ex-Lorde da Aranhas, agora uma criatura montruosa, metade homem, metade aranha, que age de forma assustadora e de uma forma até suspeita.

Após as apresentações voltamos ao encontro no prostibulo de Uldum aonde meus queridos amigos entram em busca de um conselheiro do prefeito e descobrem que todos os presentes dentro do prostibulo(ou pelo menos quase todos) são possuidos pelas aranhas extraplanares… Que maravilha… Apresento a eles um personagem que servirá como GahVar (Inimigo da esperança), um ex-inimigo de um dos Gahs que é um minotauro que é especializado em armas de fogo. Ele veio por acaso, na realidade foi um sonho que sinceramente não sei como me veio, sobre um minotauro pistoleiro e suas arma imensas fazendo um maior estrago aonde ele utiliza-se. Ainda não dei muita atenção a ele, mas garanto que vou…

Depois temos uma fuga e um confronto com uma milícia, uma aliança que depois se revela falsa e a fuga de Max de uma armadilha dentro do mesmo prostibulo(esse foi o resumo mais incrível que eu já fiz). A historia termina sem resolução, meus jogadores estão perdidos, eles parecem que ainda não entraram no mundo como deveriam. Não só por ser mestre e assim conhecer bem como resolver certos problemas, mas conheço uns amigos meus (Marcio e Jefferson) que arranjariam um jeito rapidinho de resolver isso… Mas vamos falar disso no proximo post. Alias… Vamos as Fotos:

Alguma coisa de errado Marcio?

Sapo em um momento “HardCore”…

O grupo quase todo Reunido. Notem o Max tentando dar uma “linguada” na Phan. Reparem que o Marcio quer também…(a linguada)

Anúncios