Muita discussão surgiu sobre o lançamento dessa versão “Monte Cook” o mundo das trevas da White Wolf. O pessoal começou a falar que ia virar porradaria pura, que iria virar um dark D&D e bla, bla, bla. Querem saber jogadores estáticos de vampiro? Esqueçam!

Você acham realmente que esse novo WoD, essa versão Monte Cook é para vocês? Pode ser que sim, mas a principal ideia da White Wolf (uma grande ideia alias) é com a presença das ideias do Monte Cook chamar atenção de outros nichos de jogadores fora os já estereotipados e nem um pouco popularizadores jogadores de Vampiro.

Não, NÃO, eu não odeio vampiro. Pelo contrário, acho muito interessante… O que é triste é a visão limitada do tipo D&D porrada, Vampiro Interpretação, 3D&T jogo para iniciantes e por ai vai… Por mais que um sistema seja voltado para favorecer tal aspecto do rpg e da interpretação as coisas tem que ser assim? Quem interpreta e faz o clima são os jogadores e o mestre meus caros e interpretar e jogar uma campanha mais voltada a interpretação pode ser feito em uma mesa de D&D ou Vampiro, Shadowrunner, 4D&T e o que for…

Com certeza a WW chamou Monte Cook pra fazer essa versão alternativa… mas você não acham que se ela vender bastante ela não pode acabar se tornado a mais que definitiva versão? Quem quiser ter uma ideia clique aqui. O Blog WoDBrasil anda traduzindo as previas das historias e das raças e ambientações do livro. Achei muito interessante e parece muito mais chamativo para jogadores de outros sistemas que os antigos jogadores da WoD. Vejam pelos comentários. Mas eu garanto a vocês que esses livros devem bombar, mas graças a uma nova geração de RPGistas. Como o Alberto falou, os antigos serão enterrados com seus modulos básicos (tudo bem, estou aumentando…).

Novamente só pra garantir, clique aqui e leia varias traduções de WoD by Monte Cook.