Na Ultima Sessão falei que exagerei demais nas informações. Já cansei de jogar em mesas aonde mestres passam séculos explicando a historias e os porques disso, daquilo, daquilo outro. Ele NÃO esta errado. Mas a forma como isso normalmente é feita é aonde as vezes nós mestres pecamos.

Pro diabo!!!! Se for pra ficar horas falando, que escreva um texto e mande os jogadores lerem… Ainda existem boas almas que ainda interagem, que perguntam e questionam. Mas quantos jogadores assim nós mestres conhecemos? O mestre mesmo ao contar uma história, jogar uma informação, principalmente as longas, deveria interagir com seus jogadores, perguntar, questionar. Quem sabe fazer por dedução, eles mesmos descobrirem a história. Tudo para o RolePlay não morrer e virar um verdadeiro monólogo

Quem nunca parou para contar uma historia percebeu que depois de um tempo seus jogadores não estão prestando tanta atenção assim em suas historia? Pombas!!! Você percebe isso e você não vai fazer nada? Não acredito que oferecer a história em doses homeopáticas, aos poucos, seja a solução. Nem sempre é possível. Então invente mestre. Crie, esse é seu papel. Eu vou começar a fazer meu…

Anúncios