fastfudge2.jpg

Vou abrir as ideias por trás (no bom sentido) do sistema que estou criando chamado FastFUDGE (eu sei, o trocadilho com fastfood foi horrível, mas eu não resisto :D).

HunterxHunter está para sair de hoje a sábado então, nada melhor que comemorar falando um pouco do sistema que vou lançar adaptando o mangá. O nome inicial do FastFUDGE seria AnimeFUDGE, já que o sistema seria feito para HxH e por isso mesmo, teria varios elementos das peculiaridades encontradas no gênero dos animes. Não vingou. Percebi que as ideias que introduzi no FastFUDGE teriam mais haver com minha experiência de jogo, principalmente minhas primeiras, quando eu jogava com poucas regras, aonde eu considerava o jogo mais dinâmico.

FastFUDGE é assim, por isso o “fast”. Não que o sistema não tenha atributos, não falo disso. Mas devido a caracteristica singular do sistema FUDGE de não usar atributos quantitativos e sim qualitativos, você não tem corrida 12 e sim uma corrida mediana. FastFUDGE vai ser objetivo, se o desafio é mediano e as capacidades necessárias para o jogador supera-lo sejam de valor ótimo, você não fará teste.

Obviamente fica a critério do mestre se é necessário testes ou não. Se ele achar que o jogador mesmo estando em qualificação melhor deva jogar o teste, é todo direito do mestre. Assim como o jogador, caso fique em uma situação aonde ele deva perder automáticamente, tem todo o direito de exigir um teste.

fastfood2.jpg
Fastfood e Fastfudge. A semelhança não é mera coincidência…

Alias, mudei o esquema de rolagem do FUDGE para ficar compatível com a forma antiga com que eu jogava, que na minha opinião, torna o RPG muito mais divertido. Todos os testes são testes competitivos, resistidos, entre o mestre e o jogador, aonde se rola 2D6 + bônus por nível de perícia + bônus e penalidades situacionais.

Alguém pode perguntar se isso não seria uma copia do que é feito com o D20 System, mas a ideia das jogadas competitivas são uma retorno a minhas origens no RPG, aonde na falta de uma regra que resolva a situação resolviamos em uma disputa entre rolagens de 3D6. Obviamente agora existe um atributo ou uma perícias que quebra um pouco esse fator aleatório e de 3D6 agora são 2D6 aonde o fator aleatório existe, mas não é tão assustador igual utilizando 3D6.

Os atributos se baseiam na forma simples e rápida que li em uma sugestão sobre Lives de Vampiro, A mascara, escrita em uma edição especial da Dragão Brasil, Temporada de Caça, em tempos remotos. Se resumia a Atributo Físico, Mental e Social. Pronto. Acharam muito genérico não? Mas esses atributos diferente da maioria dos sistemas, não será utilizado como teste com frequência. Ele é a base para a montagem do personagens, quase tudo em FastFUDGE é separado em físico, mental e social. Pericias, Talentos e de certa forma até dano.

As Perícias são classificadas como falei antes, em físicas, mentais e sociais. A quantidade que se pode comprar depende de quanto você tem em certo atributo relacionado a perícia. ha também a dificuldade em se aprender uma pericia, que por sua vez influenciará na quantidade de pontos gastos. As dificuldades existentes são Fácil, Médio, Difícil e Muito Difícil.

Nas perícias físicas ha ainda uma segunda divisão. Há as pericias comuns físicas e as perícias de ataque. As perícias de ataque são utilizadas em combate e representam sua habilidade de manejar e causar dano com uma arma.

Ai entra uma semelhança com 3D&T, aonde não importa a arma, você é um personagem que pode ser igualmente perigoso com adaga ou uma espada de 4 metros. Muita gente tem dificuldade para entender isso, nos gêneros de anime os personagens são criaturas perigosas que se especializam em armas bizarras e muitas das vezes desafiam as leis da física e da lógica. “Ha, eu acho ridiculo, um cara com uma borracha matando pessoas”. Uma coisa meus caros, é viajar, se utilizar de explicações fantasticas. Outra é não ter bom senso.

O dano em FastFUDGE é fixo a menos que se utilize alguma manobra que altere isso. Um espadachim que é um ótimo usuário de katana, causará um dano obviamente ótimo com ela. Em contra partida existem duas formas de defesa, que são perícias de ataque que podem ser compradas também. São elas Bloqueio e Esquiva. A ideia é meio obvia, com bloqueio você pode absorver parte do dano, mas sempre vai receber um pouco. Na esquiva você ignora totalmente o dano, mas somente se ganhar no teste, diferente no bloqueio, aonde você sempre reduz um pouco o dano.

Para evitar apelações todas as perícias de combate são consideradas difíceis de aprender. Isso torna complicado mesmo para quem colocou bons pontos no atributo físico.

O que o FastFUDGE permitirá, mas ainda estou pensando se farei realmente, será o personagem se especializar em uma arma. Para quem se foca em uma arma apenas, será de dificuldade média evoluir com tal arma, em troca, suas outras perícias de combate (exceto esquiva e bloqueio que você não poderá se especializar) se tornaram perícias Muito Difíceis de se aprender…

O sistema de bençãos de fudge vou substituir pelo nome caracteristicas ou talentos. Aqui eles não serão exatamente utilizados para combos. Essas habilidades, essas qualidades (e por isso penso em características, talvez até características pessoais) definirão o personagem tanto no campo físico, quanto mental, quanto social, não se metendo na área das perícias e ao mesmo tempo criando a personalidade do personagem. Adjetivos vão ser utilizados para descreve-lo e os ganhos por comprar caracteristicas se resume a um bonus em determinas situações ou habilidades inatas que um personagem pode ter.

No final, ao olhar uma ficha de FastFudge você poderá entender um personagem e saber exatamente como ele é, de forma muito mais decente que em D&D, por exemplo, aonde é mais fácil descobrir que ele luta de arco e tem bônus base +5. Talvez até um leigo, acompanhando as descrições teria uma boa facilidade em compreender. Fora a agilidade do sistema, essa intenção de tornar as coisas mais claras o possível são umas das minhas mais sinceras intenções…

Anúncios