Aê, criaturas do planeta terra, o incansável grupo de incansáveis jogadores do incansável jogo ao qual nós não cansamos, resolveu ontem à noite, criar uma página auxiliando (lê-se ironizando) o blog do nosso mestre, Fiu Souza – o Calvo. O nome do blog surgiu justamente em oposição à idéia do nosso mestre (Fiu Souza – o Calvo), de criar um site sobre bondade, amor e fraternidade nas mesas de RPG, já que o blog dele remete a discussão de regras limpas e jogadas claras, porque não lançar algo sobre regras sujas e jogadas obscuras (Lê-se combos, apelações, falta de interpretação, vida ao guerreiro e bárbaro, morte ao clérigo e bardo). Enfim, a proposta é publicar todas as idéias escrotas que a mente insana dos jogadores puder criar, sem ficar disfarçando a apelação, escolhendo coisas inúteis só para fingir que prefere interpretar a apelar, tipo um guerreiro com foco em perícia artesanato (lê-se miçanga), ou um druida com companheiro animal tubarão atroz (tá, eu sei que o bicho é forte, mas se não for uma campanha de piratas, serve de que?).

É claro que como bons jogadores que somos, também apreciamos a fé cega na interpretação dos personagens, sempre que jogamos com personagens com tendência não radicalmente muito boa, somos automaticamente impulsionados a espancar tudo que se move no espaço de jogo e tudo que não se move também, mas é claro que estamos apenas seguindo a trajetória heróica do personagem.

Quanto à história de jogo, como somos experientes em inventar histórias, sempre damos prioridade as baboseir, digo ao enredo que o mestre coloca, do que aos combates propriamente dito e nunca, nunca mesmo nos desviamos da história que está sendo narrada, porque isso não se faz (mas costuma dar mais experiência do que o enredo em si, apesar de provocar a ira dos deuses).

Muito bem, quem não é da área, não deve estar entendendo o nível da coisa, para resolver a situação, vou deixar aqui o link explicando o que é o tal jogo de RPG. Vocês não acharam que iriam encontrar aqui um tópico com o título: O que é RPG? Ou acharam?

Bem, o blog está aí, para quem quiser confessar seus verdadeiros instintos apelões e trapaceiros e se alguém não gostar do conteúdo, porque fere a sua doutrina do bom Roleplay, que vá comentar no Dados Limpos e não encha o saco. Lembrando que a nossa proposta é realmente esculhambar com tudo e com todos, então se você não gosta desse tipo de conteúdo, por favor procure o mais rápido possível o site dos ursinhos carinhosos.

Fique bem claro que este espaço não é apenas para jogadores apelões, mas sim para toda a comunidade do jogo que não cansa, podem colaborar com qualquer coisa; idéias e opiniões são sempre bem vindas.

Apresentando os fantásticos errepegistas:

Sapo: A mente Troll mais poderosa do universo e também o Troll mais gentil e cavalheiro do universo (e único). Com amnésia o arqueiro Troll simplesmente não lembra de seu passado (desculpa para não ter que criar a história do personagem).

Mustang: O Humano assassino do deserto sem sobrevivência no deserto. É o único personagem ladino/assassino que tem os movimentos friamente calculados… pelos inimigos, pois eles sempre sabem o que ele está fazendo: Veneno.

Márcio: O Taurino (lê-se homem-vaca) metade bárbaro, metade bárbaro frenético que sabe ler, escrever e se forma agora no fim do ano; E ainda tem um dom para marcenaria, carpintaria, diplomacia, saltos ornamentais e outros talentos.

Alberto: Outro Guerreiro Taurino (é, temos dois homens-vaca no grupo), que mesmo ocupando 3m² conseguiu se esconder e se aproximar de seis inimigos sem ser visto (em um descampado a luz do dia).

Sati: A única Hobit/Halfling do mundo, que depois de jogar até o nível 11 como Hobit/Halfling barda, descobriu que não dá dano (sim, os Hobits e Halflings são a mesma coisa, no final das contas, chama de gnomo que tá bom).

Phan: Sim, eu também me pergunto se esse apelido tem a ver com a neta do Goku. Algumas pessoas maldosas caçoam da clériga elfa-da-noite por ela usar inflingir ferimentos, causando 3d8+11 pontos de dano em inimigos com 180 de HP.

Se quiser saber mais sobre este fantástico grupo, veja a seção mestres dos dados limpos (nessa época, eles ainda eram bonzinhos).

RPG nosso de toda semana

Sapo (de boné), Mustang (de língua), Phan (cara de pensando besteira), Márcio (normal???) e Alberto (sem comentários). Falta a Sati, mas eu tô sem foto dela no momento, então esperaaaa!!!