capitão nascimento

Tropa de Elite osso duro de roer, pega um pega geral e também vai pegar você…

Como falei no post sobre D&D 4 edição e talentos, acompanho atualmente as novidades do novo D&D via as traduções da Rede RPG. No post eu estava até feliz, achei as decisões sobre a forma de mexer com os talentos inteligente, mas sinceramente perdi a paciencia em continuar acompanhando as matérias quando vi o que falaram sobre paladinos e seu ataque de destruir e sobre algumas coisas que sairam em alguns suplementos que serviriam como prévias

A ultima prévia só me chamou atenção por um motivo que foi o titulo:

Bulette de Elite

Isso. Do jeito mesmo que você está lendo. O Bulette é um monstro capaz de escavar e fugir rapidamente pelo chão. Já o “de Elite” é uma referencia a um novo conceito de monstro :

Monstros de Elite representam um desafio maior: eles contam como dois monstros de seu nível para propósitos de criação de encontros e recompensas. Monstros de elite têm a palavra “elite” precedendo seu nível e seu papel…

Para quem já jogou D&D 3.5 sabe como é duvidoso o calculo de Nível de Desafio (ND) de um monstro. Mais que isso, varios livros que ensinam a calcular esse ND, mostram que é difícil de calcular, e na maioria das vezes é necessário playtests com as criaturas para deduzir com sabedoria. Em resumo, é uma forma de avaliação totalmente subjetiva, que pode levar a um monstro ficar mais ou menos forte que se imagina, uma falha comum devido ao tipo de mecânica empregada.

Com o surgimento das criaturas descritas como “de Elite” ajuda a diminuir esse susto, apesar que para quem jogou AD&D, se assustar com o poder dos monstros é mais que costume…

A unica coisa que o pessoal de D&D 4º Edição não esperava era a semelhança com um tal filme tão popular por ai. Ele nos rendeu um Chuck Norris brasileiro, da-lhe Nascimento!

O mais divertido e foi isso que me inspirou a fazer esse post, é que o nome dos Bulettes descritos no combate são chamados respectivamente de Bulette Número 1 e Bulette Número 2… Assim eu tenho que rir :D

Nem o Marcelo Telles, senão me engano antigo editor da Dragão Brasil, criador do cenário Crônicas da Sétima Lua e administrador da Rede RPG deixou passar:

Número 2, passa a alabarda…

Um grande abraço,

Capitão Marcelo Telles
da Tropa de Elite da REDERPG

Não precisa nem dizer que se a Devir não mudar essa palavra por uma semelhante (ou com algumas vezes faz, algo nada haver mesmo…) vai ser definitivamente engraçado…