baby familia dinossauro

A muito tempo atrás, um seriado saiu aqui no Brasil e fez bastante sucesso. Familia Dinossauro, ou como originalmente é chamada Dinosaurs foi muito bem assistida aqui deixando uma série imensurável de fãs do Baby e Cia… Teve até um maldido K7 de músicas da série que minha mãe comprou, mas como os deuses são bondosos o suficiente, ele desapareceu. Sentirei muita falta dele

E o que a Familia Dinossauro tem haver com Ladinos e Armadilhas?

Cena Clássica:

O grupo está preso em um enigma que envolve passagens que só serão abertas com o acionamento de uma alavanca escondida em uma estatua em um corredor certo. Caso os jogadores não compreendessem o enigma deixado para eles as coisas se complicariam, acionar a estatua errada significa acionar uma perigosa armadilha…

Max, o Assassino (do deserto que não tem sobrevivência no deserto) do grupo usa suas habilidades para ir se esquivando das armadilhas. No dia o grupo estava bem preguiçoso quanto a enigmas…

Pois bem, uma hora para seu AZAR, ele falha no teste, mas para sua SORTE, o veneno em questão não matava, mas jogava o alvo em inconsciência…

Alberto a certa distância acompanhando a cena vira para os jogadores e solta:

Acho que vamos precisa de outro Ladino…

acho-que-vamos-precisar-de-outro-timmy

Timmy se prepara para fazer a experiência…

 

acho-que-vamos-precisar-de-outro-jimmy

Enquanto isso o doutor espera o resultado protegido por uma “simples” proteção anti-fogo…

Mal sabia ele que estava fazendo referência sem querer ao clássico programa de tv adorado por Baby aonde um cientista mostra as grandes e perigosas maravilhas da ciência. Fato que é sempre o pobre Timmy que testava-as enquanto o doutor ficava seguro atrás de qualquer tipo de proteção… Timmy sempre morria e a frase Acho que vamos precisa der outro Timmy! ficou na minha cabeça…

Ser ladrão nas primeiras edições de D&D não era uma tarefa muito fácil… Basicamente ataques furtivos que na epoca não eram lá aquelas coisas (antigamente ataques furtivos só funcionavam se você golpeasse o adversário pelas costas, curioso não?) e as habilidades de escalar, se esconder, furtas bolsos… Todas ligadas a misteriosas rolagens de porcentagem que sempre eram difíceis de dar dó.

Quando se precisava ver se o local tem alguma armadilha quem você chama? Sim, sempre eles. Magos e Clérigos não iriam gastar preciosas magias com isso, fica a cargo dos ladrões fazer tal ingrata tarefa…

Com o surgimento da nova edição de D&D o ladrão ganha um gás novo. Ele ganhará coisas que o dará uma cara de Swachbuckler, fora que agora sua colocação em jogo será surpreendentemente como striker que segundo a tradução da Área Cinza:

Um personagem que causa muito dano em um alvo de cada vez, seja através de ataques à distância ou corpo-a-corpo. Os ladinos, com sua alta mobilidade e grande capacidade de dano com ataques furtivos são o principal exemplo.

As armadilhas por sua vez serão menos perigosas, aparentemente o novo esquema de criação de armadilhas é melhor e dará mil possibilidades, mas elas tendem a serem menos mortais e servirem como obstaculo para se causar mais drama ao combate.

Pessoalmente gosto da classe ladina pela grande versatilidade, temos ai notícias muito bem vindas. Mas acho difícil que o famoso Acho que vamos precisar de outro Timmy se acabe, bom cada um escolhe a cruz que carrega, pois bem…

Nota: Não estou muito a fim de falar de D&D 4ªEdição. Mas conversei com o Max esses dias e até ele concordou que era interessante comentar sobre essa estranha relação entre Familia Dinossauro e Ladinos