Um jogador auto-suficiente é na minha concepção o jogador que nem precisa de mestre pra lhe dizer o que fazer, ele sozinho já arranja “sarna pra se coçar”. É o tipo que normalmente surpreende o mestre, sempre inventando alguma coisa nova.

auto-suficiente

Capa alterada do original O Empreendedor. Vai dizer que vocês também não acharam o titulo do post a cara de titulos comuns de livros de “auto ajuda para administradores”?

Ele não precisa de um objetivo complexo, ele simplesmente procura as coisas e age sem empurrões por parte do mestre para que a coisa ande de acordo com seus interesses. Só não confundir aqui auto-suficiência com capacidade interpretativa alta, os dois não precisam estar juntos e vejam só, até texugos podem ser auto-suficientes.

Temos aqui uma situação que muita gente não pensa. Não necessáriamente ser alguém que encarna um personagem, cria historias mirabolantes e da ao personagem uma série de detalhes exóticos para torna-lo singular é alguém auto-suficiente. Não ha uma dependência entre as duas qualidades e isso é algo que vale ser comentado.

É natural que jogadores que jogam a mais tempo sejam mais independentes das idéias dos mestres. Enquanto o mestre introduz o tema esse jogador tende a se envolver mais fácil nela, ele busca dentro da trama ou fora dela outras coisas de seu interesse e acaba forçando o mestre e mudar os planos. Eu pessoalmente prefiro que caso meu jogador não goste muito de roleplay, que seja pelo menos auto-suficiente, esse tipo de jogador favorece a partida geranto situações bem divertidas.

Uma personalidade comum que costuma alterar o roteiro das partidas são os famosos “vigaristas”, jogadores que jogam com personagens mais voltados para o lado criminoso da sociedade e estão sempre querendo se dar bem. Eles acabam gerando confusão e buscando objetivos financeiramente interessantes fora da linha natural da historia.

ladino.jpg

Imagem extraida do Complete Scoundrel , um pequeno guia para vigaristas, muito divertido e cheio de ideias novas…

E como se tornar mais auto-suficiente?

Você tem uma historia? Algum objetivo pelo qual esta seguindo, busque-o enquanto joga, você não atrapalha o mestre se for visitar um local que pode trazer informações sobre sua irmã perdida, ou se resolve visitar o chefe do submundo da cidade oferecendo uma boa quantia em dinheiro para uma informação obscura que pode ser interesse de seu personagem.

Você não tem historia e não esta nem ai? Vá atrás de alguma coisa que você goste rapaz, mesmo que seja um interesse sem vergonha, como procurar itens mágicos, mas seja criativo. Não vá atrás de itens mágicos usando a pericia “obter informação”, não diretamente pelo menos. A maioria dos mestres ODEIAM situações resolvidas somente com rolagens, isso é chato, principalmente quando o que vai se dar é vantajoso, o jogador tem de se esforçar pra merecer.

Perceba que você é parte da história e é capaz de altera-la. Você não precisa deixar as coisas do jeito que seguem. Fale com pessoas, busque coisa boas para seu personagem, interaja com o cenário. Você pode não ser a personalidade inesquecível, mas pode se tornar bem mais importante que imagina para seu grupo, além de proporcionar bastante diversão para os jogadores e o mestre.

Nota: personalidade inesquecível que jamais vai esquecer (se isso não é redundante eu sou o jaspion!)

Anúncios