Falei em meu texto reunindo locais que homenageiam Call of Cthulhu com humor de Cthulhu in Rio, uma proposta minha para um RPG de humor. Acredito no potencial do brasileiro pra esse gênero (o humor) por noções obvias, somos um povo que gosta desse tipo de atitude, irreverente, cômica, o humor bem ou mal aparece em tudo que fazemos.

Em paralelo andei pesquisando bastante o mundo dos sistemas em busca de algo que se encaixe nas minhas espectativas para o FastFudge, um sistema baseado no meta-sistema FUDGE e acho que finalmente achei o que queria. Minha idéia era inserir um modulo mais simples voltado para humor em Cthulhu in Rio.

No domingo fiz um playtest com meus jogadores do sistema e do cenário. Vale lembrar que eu estava gripado, com uma crise de tosse horrível e achando que minha garganta não iria aguentar. Mas não é que ficou divertido? FastFudge mudou muito depois dos meus ultimos posts. Buscando algo dentro daquilo que eu gostava e ainda gosto, como RPG criei um sistema orientado a pontos, contextualizados eles obrigam o jogador ao fazer ações descrever de acordo com o tipo de ponto que compra o que fez. No final quem vence é a criatividade e em um rpg de humor caiu como uma luva.

Não sei se é algo comum do meu grupo, mas todos se adaptaram muito bem ao gênero gerando piadas naturalmente de forma extraordinária. O sistema diga-se de passagem saiu como eu queria, mais simples que 3D&T, mas exigindo criatividade e não necessitando em nenhum momento colher regras em nenhum lugar para se compor o personagem fora o básico. Ele ainda está me lembrando um pouco demais Risus que caso não conheçam é um rpg de humor gratuito que tenho disponivel até na minha sessão de downloads.

A cena era simples, um avião e um grupo de jogadores ganhadores de uma promoção de um biscoito que lhes premiou para uma viagem para o Rio de Janeiro. Quem seriam eles? Um Pasteleiro Chinês (alberto); Um detetive paranoico com teorias de conspiração (Rafael); Uma mulher gostosona e extremamente burra (Phan); Um ex-policial que foi abandonado pela mulher e filha devido a excesso de trabalho – quantas vezes já não vimos isso?- e que agora pirou e anda pra lá e pra cá achando que é super heroi com roupas variadas por debaixo da roupa normal (marcio); E um veterinário virgem que vive dando cantadas toscas em todo mulher que passa em sua frente (sapo).

A história foi hilária, com direito de fanáticos religiosos tentando explodir o avião, cenas a lá matrix e por ai vai…

Resumindo? Gostei, ele ainda vai melhorar, a contagem de pontos ficou ainda confusa, mas agora com o playtest deu pra se ter noção de como consertar. Ah sim, e faltou a paida de quem o avião que meus jogadores pegavam era unm avião da Gol e uma outra serie de piadas sobre acidentes aéreos.

Aquardem amigos, cada vez mais vou novas coisas vão sair sobre Cthulhu in Rio…