Bem, depois do RPG sábado, voltando pra casa, eu Raty e Sapo chegamos a conclusão que nós (grupo do Fiu, o Calvo) somos um pequeno grande exército. Sim, isso mesmo, somos um exército onde cada um tem sua própria função e não temos um líder em si, o que torna as coisas um pouco mais divertidas. Let´s go go go!


Só porque eles são muito maneiros

Nosso grupo é composto por:

Ratysu – Turok o Esmagador (Frenzly Berserk)
Mustang – Orphen Assassino (Assassino lol)
Sati – Sati Sati (Barda)
Phan – Phan Clériga, curandeira ou contemplativa sei-lá (Cleriga, curandeira e contemplativa)
Rafael – Aoshi Arcano e Natureza (Arcane Hierofante) (Sapo: Na verdade Max, é Teurgista Místico)
Sapo – Não sei o nome do personagem do Sapo (metralhadora (arqueiro) Trol ou Ogro)
Alberto – Loke 20Pegar (20Pegar)

Bem, como vocês podem ver, nosso grupo é bem “equilibrado”. Cada um tem sua função especifica. Por exemplo: O Raty apenas bate, bate e bate e, as vezes bate até nos próprios amigos de grupo, mas sempre sai matando uma penca de inimigos (Sapo: Penca é coletivo de banana, nesse caso acho que seria cardume). A Sati e a Phan normalmente são o suporte pra buff e pra curar os guerreiros. Eu sou mais eficience quando estou agindo separado do grupo tentando assassinar alguém, mas quando tenho os guerreiros perto é bem melhor pra flanquear XD. Rafael e um escroto que usa magia arcana e divina pra cacete (Sapo: Pelo menos dentro da floresta) e ao mesmo tempo… vou nem comentar! Sapo tem a missão de matar os caras chatos, metralhando-os com seus 90000d6 +100000 de dano. O Alberto tem a função de não deixar os inimigos chegarem perto do grupo, ele ataca a 9 metros de distância e tem o elemento 20 a seu favor ainda, então… é vocês entenderam.

Bem o que eu quero dizer, é que não adianta ter um grupo só de guerreiros, nem tudo é resolvido na base do combate (se bem que na maioria das vezes é sim… XD) e que cada um dos personagens independente de causar dano ou não tem sua função dentro do grupo. Um grupo de halflings espartanos que não tem nada pra fazer e se cansaram de coçar o saco, simplesmente não vão dominar o mundo batendo com suas lanças em qualquer um que aparecer pela frente, lados ou costas. Eles não vão dominar o mundo a base da porrada (pelo menos um continente os halflings conseguem na maior tranquilidade)!

Eles sempre vão precisar de um clérigo pra curar os feridos e recuperar suas forças. Sempre precisarão de um batedor, até porque não podem sair invadindo qualquer lugar, por causa dos arqueiros e etc. O grupo forte é equilibrado com cada jogador sabendo da sua função. Isso faz um grande exército XD!!!

Sapo: Não preciso nem dizer como estava o post quando li a primeira vez (intragável). Quanto as minhas considerações pessoais, achei muito boa sua idéia de relembrar a função de cada um do grupo, mas o que acho de mais forte em nosso grupo, é o fato de não haver líder. Não porque nunca precisamos de um líder, mas porque nenhum de nós nunca gostou de liderar, isso é muito bom (porque eu acho um saco). Agora, quanto a essa história de precisar de um batedor, desde que não seja o batedor de Warcraft que é tosco (consegue a incrível façanha de ser pior que o Ranger). Se um dia fosse o caso de cumprirmos uma missão no inferno, talvez fosse necessário um Paladino no grupo, Hum… até que não, porque ele seria um chamariz, atraindo a atenção dos demônios pra gente!!!

Obs: Este post estava na revisão a vários meses, bem que eu reparei, já que o Fiu não mestra a quase um ano…