meme


Alguns amigos que escrevem sobre RPG estão fazendo matérias comemorando o que seria hoje o dia de ler Tolkien. (Direitos reservados ao CF)

Pois bem amigos jogadores, se vocês querem um mestre animado, cheio de idéias e de bom humor o Phil recomenda para vocês a mais nova descoberta revolucionária da ciência. Ler nunca é demais. Qualquer coisa. Bula de remédio serve. Harry Potter (arrrrghhh) ou aquela merda de Crepúsculo pode.

Pode!

Então nada mais justo, nada mais digno, para o bem de sua campanha/crônica/everything que você de hoje e nas próximas semanas, para o resto de sua vida comece a ler. Juro por tudo que me é mais sagrado que vale muito esse esforço.

Seu mestre agradece por que vai sentir que seu jogador começa a ganhar mais maturidade e misteriosamente começa a entender a historia.  E a internet agradece também pq vc naum sabia ezcreve direitu.

Leia Tolkien, de preferência O Hobbit. Leia qualquer coisa.

Até mesmo esse blog sem vergonha…

Anúncios

O Erich Cavalcanti do blog Palavras Loucas acaba de me oferecer o selo “Olha que Blog Maneiro” uma iniciativa legal que também é um meme com prêmio e tudo!

É muito bom receber esse feedback. Escrever um blog sozinho é bem difícil. No começo então fica mais complicado ainda. Sem conhecer ninguém entre os blogs, poucas pessoas fora alguns amigos conferem seu trabalho. Esse retorno deixa qualquer dono de blog satisfeito!

A iniciatica é do Blog Olha que Maneiro do Mineiro Guilherme Bandeiras e ele oferece como prêmio para o blogueiro que indicar 10 pessoas e essas 10 continuarem o meme (coisa difícil) um caricatura de uma foto enviada para o email da promoção (olhaquemaneiro@gmail.com). Muito bom!

Bom as regras da festa são:

1- Exiba a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro” Que vc acabou de ganhar!!!

Feito!

2- Poste o link do blog que te indicou.

Feito!

3- Indique 10 blogs de sua preferência;

Ops!

1. http://www.inominattus.com

Galera que divulga uma série de adaptações e cenários novos e está sempre aberta para quem deseja apresentar seu trabalho.

2.http://www.tomo4e.com.br

O Shin  e sua galera andam fazendo um trabalho maravilhoso com D&D 4E. Ponto para o cara , leio o blog e nem ao menos jogo D&D 4E só pela qualidade do trabalho.

3.http://vorpal.valinor.com.br

Gosto do jeito que o Fabiano Neme do Volpal anda escrevendo e essa campanha por um RPG mais Old School está demais! Muita coisa de perdeu no RPG de antigamente para cá, recuperar algumas dessas coisas é mais que válido!

4.http://blog.i-neko.com/

A Carla do Devaneios é uma amiga aqui do Rio de Janeiro muito simpática e está de volta ao seu blog falando sobre a vida, universo e tudo mais!

5.http://www.rpgista.com.br/

O Alexandre do RPGista sempre presente dividindo suas experiencias de campanha e revelando notícias bombáticas para os leitores :D

6.http://www.popdice.com.br/

O Antonio Sá Neto do Pop Dice, que é Editor executivo, Editor Chefe, Secretário de Redação, Editor de Pauta, Café do blog! Minha nossa! Fico muito interessado em tudo que ele fala sobre mapas, sou péssimo nesse assunto… E porra que nome foda! Por que não pensei nesse nome pro meu blog!

7. http://professoralabarda.blogspot.com/

O Tiago HackBarth que achei por acaso no Twitter e se revelou um grande especialista em miniaturas. Anda dando ótimas dicas sobre o assunto no seu blog, vale a pena conferir!

8. http://contosderpg.wordpress.com/

O Tsu do Contos de RPG, figura mais que conhecida entre os blogs de RPG e dono de um blog que mistura cotidiano e seu hobby favorito.

9. http://pensotopia.wordpress.com/

RPG, cinema, quadrinhos, literaruta e por ai vai. Várias mentes falando sobre um monte de coisas maneiras. Sem mais comentários!

10. http://www.ooze.com.br/

O Rey Jr do Ooze, que está mandando ver nessa super interessante aventura solo no blog!


4- Avise seus indicados;

Vai dar trabalho mas eu aviso… Ou tento…

5- Publique as regras;

Ta na mão…

6- Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras;

Putz…

7- Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B.

Vamos ver se eu consigo!

Cause this is thriller
Thriller night
And no one’s gonna save you
From the beast about to strike

Thriller – Michael Jackson

Última edição do Guiness Book
Corações a mais de mil
E eu com esses números?

Números – Humberto Gessinger

3 Problemas

Estou preso dentro do banheiro do shopping aonde trabalho sem água e nem comida a 3 dias. Não sei se é sorte ou azar estar aqui. Não vejo a luz do dia e nem a do shopping e o que sei é por amigos que converso por celular. Infelizmente a 3 horas não consigo falar com mais ninguém. Familia, amigos…

Os gemidos lá fora continuam e o bater na porta do banheiro só aumenta. A porta de correr da entrada eu fechei com o cadeado que fica quardado logo na entrada do banheiro em um pequeno armário que os faxineiros do shopping usam pra guardar suas coisas. As mãos descarnadas e alucinadas desses malditos zumbis ficam balançando  para dentro pelo pequeno espaço que ainda sobra na porta.

O que eu tenho como armas? Várias vassouras que quebrei um pouco e afiei. Tem alcool e fósforo também, mas acho bem difícil, não quero correr de zumbis flamejantes, não acho que faça muita diferença com tão pouca quantidade.

Pra variar a bateria do celular começa a ficar fraca. A cada 3 minutos mais ou menos ela faz um “pii” que não me agrada nem um pouco… Depois de um tempo esse periodo diminui e meu desespero começa a aumentar. Pessoas normais ficariam com medo escondidas em um canto bem longe de mãos e gemidos. Prefiro ficar olhando de frente para o corredor da saida para a porta. Observar as mãos que querem me pegar me deixa mais vivo e alerta.

Vamos contar:

  • Meu celular desligando.
  • Ninguém que eu conheça vivo.
  • Zumbis que querem me pegar e não desistem de sair do meu encalço a 3 dias.

3 problemas, 3 dias, 3 horas sem amigos e familia viva, 3 minutos com um barulho infernal. Minha vida sempre foi cheia de grandes coincidências interessantes, mas em um momento tão crítico como esse tal coincidência não está me ajudando muito. Quando vejo começo a pensar e chorar copiosamente. Penso na minha familia, que saudade…

-Booom!!!

Um grande estrondo e eu me levanto com minha lança rustica que me conhecendo bem não serviria pra nada. Engraçado, ele tem 3 pontas…. enfim…

bam, bam, bam!

3 tiros saem lá de fora e junto o som de um carro em alta velocidade e por fim outro grande som de impacto. Ouço vidros quebrando, alguém bateu no estacionamento…

Tão distraido com o som que meus olhos não perceberam as mãos dos meus companheiros, agora sumidas da porta. Me aproximo vagarozamente e meu coração começa a bater acelerado como nas vezes que corremos demais. Incrivel, a sensação é identica! Até estou suando! Minhas mãos começam a tremer e quando olho para porta de frente nada. Tento buscar cantos no chão para ver algo e concluo que não existe nada lá. Zumbis não são furtivos acho. Nem ficam calados em tocaia. Ou ficam?

Eu tenho poucos minutos para quem sabe correr, mas para aonde eu vou? Eu percebo os tiros continuam lá fora novamente. Isso! Quem sabe não consigo ajuda com eles? Se não der certo eu corro de volta, é o unico jeito! Abro a porta correndo e saio de forma até desprevinida demais. Quando dou por mim já estou lá fora. Nada de zumbis furtivos hoje, ainda bem.

O corredor aonde estou não me dá muitas opções. Tudo lacrado ou não dando para lugar algum. Minha melhor chance é o estacionamento que tem a entrada a minha direita. Eu corro desesperado com medo de algo me parar e minha vontade de viver cega minha cautela. Se algo pular agora vai me matar, não vou saber reagir, somente correr. Chego a porta automática e ela não abre, mas está quebrada e cheia de sangue. Começo a atravessa-la e ainda me atrevo a olhar para trás aonde posso ver o segundo andar do shopping. Vejo alguns mostos vivos, sangue e tudo destruido, tudo muito rápido, mas com certeza vou sonhar toda noite com isso. Se eu sobreviver claro…

Saio no estacionamento e atrás de uma fileira de carros estacionados vejo movimento de zumbis do lado esquerdo de um carro e gente viva do lado direito do mesmo usando-o como bloqueio. Corro que nem um louco dando a volta e não passando por entre os carros logo de frente a eles. Incrível como mesmo sem querer, quis evitar os tiros. Não sei se isso foi esperteza ou algo já comum em quem é acostumado a tiroteio em favelas, coisa de carioca. Passo uns 3 carros e então atravesso para o outro lado só pra me sentir tão assustado com cena que meu corpo quase desaba.

Os 3 jovens acabam por ser agarrados pelos zumbis logo que consigo passar pelos carros, não ha mais salvação. Um deles ainda me vê e atira sua arma, uma 38 velha que cai na minha frente.

Eu começava a me levantar para vagarosamente fugir pela saida do estacionamento de onde o carro deles (um corsa) entrou. Isso é bom? Seria se um dos zumbis não tivesse observado a tragetória da arma. Que maravilha… Eu pego a 38 e o tambor estava aberto. 3 balas. Mais que merda… 3, 3 ,3 e 3… Tudo em 3 hoje.

Olho para trás e vejo a entrada por onde o carro entrou, ouço o som de zumbis entrando, sem chance de passar por ali. Na minha frente um zumbi começa a se aproximar rosnando quase que de prazer (e eu recuando quase que me cagando de medo…) e começo a ouvir novos sons vindos da entrada do shopping de onde cheguei aqui. Penso na minha mãe e peço ajuda a ela. Incrivel, poderia ser qualquer um, mas talvez só as mães possam dizer exatamente a coisa certa pra motivar um filho. Ninguém nos conhece mais que ela.

Eu olho para o carro e percebo a batida contra a grade do estacionamento. Olho para os zumbis. Escuto os sons, as 2 saídas que eu tinha se perderam. Nada de entrar no shopping. Nada de sair do shopping. Meu coração bate mais forte ainda, o zumbi esta chegando, ele começa a correr e acabo por encostar depois de tanto ir recuando na fileira de carros. Pense. Pense. 2 saídas bloqueadas, o que mais? Então o mundo para…

-bang!

Um tiro bem no meio da cabeça do maldito. Jamais faço isso na minha vida denovo. Pesado, o recuo jogou minha mão pra trás, nada é exatamente como nos filmes. Então eu corro.

-3! Eu grito correndo.

Corro em direção ao carro que nem um desesperado. Os zumbis que devoravam os 3 jovens se assustaram com o tiro…

-3!!! Eu grito novamente mais alto.

Penso na minha familia, aonde ela está agora?

-3!!!! Eu grito e os zumbis se levantaram, mas eu me lanço sobre o carro e caio pela entrada feita na grade. pequena, acabo por rasgar as costas, válido. Caido do segundo andar, poderia ser fatal, mas um caminhão de entulho ficava exatamente ali embaixo recolhendo a obra que o shopping estava fazendo. Isso a 3 dias atrás.

Minha terceira saída.

Pouca queda. Ainda doeu óbvio, mas era terra firme. Ou quase. Lá embaixo não tinha zumbis. Aquela área estava fechada por grades no dia da infestação. Chuva na época. Tudo ao meu favor, 3 vai ser meu número da sorte agora! Eu corro para a grade de saída e vejo um veículo do exercito limpando e procurando sobreviventes. Eu aceno e pulo a grade, estou salvo! Agora só rezo para encontrar minha familia e meus amigos vivos…

Aviso. Esse post não é real. Nada aqui aconteceu. Ele faz parte de um meme iniciado pelo Pop Dice. Fui convidado infectado pela Elisa do Pensotopia. Meus amigos infectados são:

A McZanini que é do AtsumiRPG e deve ter uma boa história para contar. O Bruno Peres do Pano de Fundo que de longe pode contar suas impressoes sobre a invasão. O Ronaldo do Hamister Tower que ta me devendo um desenho (sacanagem isso né…).

Recebi o convite do Bruno Peres do Pano de Fundo, estou de férias de posts longos no blog, mas como eu tinha comentado em um post anterior, eu vou tentar responder aos memes!

As Regras:
1. Link a pessoa que te “pegou”. (Feito)
2. Poste as regras em seu blog. (hã… Feito)
3. Escreva 6 coisas aleatórias sobre você. (Logo abaixo)
4. Pegue mais 6 pessoas e coloque os links no final do post. (6 pessoas? WtF!!! Esse meme já rodou pela mão da bloguesfera do RPG mais que aquelas “amigas simpáticas” que tem em toda sala de ensino médio!)
5. Deixe a pessoa saber que você o pegou, deixando um comentário no blog dela. (Esse negócio de deixar a pessoa saber que você pegou ela…)
6. Deixe os pêgos saberem quando você publicar seu post. (Pula vai, pula…)

Aleatoriedades sobre mim:

1) Quando nasci existia a dúvida entre meu nome ser Felipe ou Tiago. Ficou Felipe, mas por algum motivo sobrenatural toda vez que esquecem ou simplesmente não sabem meu nome a primeira coisa que chutam é Tiago.

2) Sou filho de uma mineira com um cearense, mas só conheci Minas e de forma muitíssimo superfícial…

3) Sempre fui curioso quanto ao gênero faroeste, mas só depois de ler a Torre Negra que resolvi comprar algo. Minha primeira aquisição foi a Trilogia do Dolar (que não é exatamente uma trilogia) de Sergio Leone sendo o primeiro filme “Por um punhado de dolares”, o mais difícil de achar. Somente consegui comprar naquelas promoções de DVDs com dois filmes pelo preço de um e meses depois da compra dos dois titulos posteriores.

4) Perco muito tempo pensando em histórias para filmes, animações, HQs de todos os estilos… Talvez eu goste do RPG por que dessas possibilidades o RPG é o único que eu consigo por em prática.

5) As vezes me pego pensando alto até demais. Gesticulando até, enquanto planejo algo. Que perigo…

6) Meu primeiro livro foi Admirável Novo Mundo de Aldous Ruxley. Eu era bem novo e mesmo assim li o bendito todinho e a história até hoje passa em minha mente.

Bom… E os convidados? Eu convido:

O Marcio do Dados Sujos

O Max do Dados Sujos

O Alberto do Dados Sujos

O Sapo do Dados Sujos

A Sati do Dados Sujos

A Phan do Dados Sujos

Ahá! Sim eu sou um pilantra :D

O Antonio Sá do excelente Pop Dice (O dado é pop, o dado é pop, o dado não poupa ninguém…) começou um meme sobre entrevistas e dai fui entrevistado pelo Casal 10, donos do Taulukko e passei a bola agora pro grande Edy Abreu, dono do Urina de Dragão, blog dos antigos que fala sobre RPG.

Segue abaixo a entrevista desse cara super gente fina e bem humorado de MG…

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:”Tabela normal”; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:””; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:”Times New Roman”; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;}

1 – Primeiro de tudo, se apresente Edy! Nome, Idade, profissão, aonde mora…

Tudo começou ha mais de 25 anos, quando eu era apenas um mancebo e tolo zigoto. Algum tempo passou e este zigoto passou a ser conhecido como Edy Abreu, que decidiu ser Designer Gráfico em Belo Horizonte, a cidade onde nasci, vivo e pretendo apodrecer.

2 – Você escreve em dois blogs atualmente. Urina de Dragão sobre RPG e o Urina Negra sobre Designer. De onde vem essa história de usar Urina no nome dos blogs?

(Phil, o correto é Design, designer é o Profissional)

Essa pergunta é bem engraçada, pois muita gente já me fez e eu não me canso de responder. Apesar de normalmente resumí-la, aqui vou tentar explicar melhor.

Eu quase enlouqueci quando conheci o Atari e sempre gostei muito de vários tipos de jogos eletrônicos e de tabuleiro desde moleque, onde inventava até atributos e história para cada peça de Xadrez. Economizei por uns 2 anos a mesada e o que recebia lavando carro, só para comprar meu primeiro videogame, um Mega Drive 3, mas a grana não deu. Meu pai então colaborou com os 30% faltantes e esse foi o presente de natal para mim, minha irmã e meu irmão, no ano de 94 se não me falha a memória. Eu devia ter uns 10 a 11 anos. Ligar aquele treco preto quase que por osmose e ouvir a trilha de abertura do Sonic mudou a minha vida!

Comecei a ler as famigeradas revistas de macetes para jogos com detonados e dicas,  queria escrever para estas revistas e fazer a arte e ilustrações para elas. Eu queria criar jogos!

Fazia pequenas animações nas abas das folhas dos cadernos e livros, desenhava com grafite, caneta esferográfica preta e azul, naquin, carvão, guache, pastel seco, tinta a óleo, cortava e colava, usava tijolo, cavucava na terra e nos muros, pegava toco de giz que professores jogavam no lixo e mijava desenhando e escrevendo.

Toda essa bagunça precisava ser organizada em um meio de comunicação livre, sem censura, não precisava ser politicamente correto e deveria ter o poder de atingir o mundo.

E fez-se a merda quando comecei a usar a internet, percebi seu poder de comunicação e vi que tudo isso junto fazia sentido, mesmo que só para mim. Era 2001, talvez… tinha acabado de entrar na faculdade MAIS CARA DO MUNDOOOOO!

Antes do Urina Negra houveram outros blogs, mas esse foi o primeiro que tinha desde seu conceito e nome, a união de toda essa história e de uma maneira que eu pudesse colocar as coisas que acho importantes para minha profissão de Designer Gráfico de forma mais conceitual e subjetiva.

O Urina de Dragão tinha que ser ainda mais livre, tratar de uma outra paixão de uma forma mais humorada, irônica, suja, livre, não convencional e de cara, ser identificado pelo mais temível poder de ataque de um Dragão: Um belo mijão na sua cara!

3 – Agora sobre RPG Edy, como você conheceu o RPG?

Cara, que loucura. Eu trabalho e me divirto muito tempo sentado, lendo, jogando, escrevendo, desenhando, pedalando… primeiro foi meu joelho direito que mesmo depois de 14 ortopedistas e uma ressonância magnética, nada foi detectado, depois então, a mão direita e coluna, tudo pro espaço. Ao todo, devo ter quase dois anos de fisioterapia e alguns diálogos do tipo “E ae Edy, o que tem feito? Ah, tô fazendo fisioterapia a um ano. Pô, largou o Design?”.

A Reeducação Postural Global me fez perceber que eu não deveria ter largado o kung fu, a bicicleta, a natação, o futebol e nem o volei. Hoje sou uma pessoa melhor, graças ao RPG!

4 – Você ainda joga RPG com frequência Edy? Qual sua frequencia (caso tenha)?

Tem um tempo que não jogo, talvez uns 8 meses, mas sempre releio os livros que tenho e sou viciado em criar personagens e fazer fichas!

Apesar de pouca gente perceber a semelhança entre RPG, teatro, cinema, animação e jogos eletrônicos, eu sempre estou neste meio e acabo me exercitando sempre.

5 – Logo no começo eram pouquíssimos blogs de RPG ativos. Lembro que um dos primeiros blogs que encontrei foi o seu em uma busca pelo wordpress. Era uma matéria sobre o software IRPG. Naquela época eu conheci você, a Matilha e posteriormente o Tsu do Contos de RPG, o Rey Jr do Ooze e depois o número de blogs só foi crescendo. O que você acredita que fez esse crescimento tão grande de blogs de um ano para outro? Uma tendência natural que demorou a afetar o nicho RPG e agora começou?

Hehehe, não sabia que eu tinha sido um pioneiro. Lembro que o primeiro bom blog de RPG que eu encontrei depois de fazer o meu foi um tal de Dados Limpos, depois teve esse outro que você citou, o Ooze.

Bem, não acredito em “tendências”, porque aquilo que parece ser uma tendência é na verdade uma boa solução de design para um problema específico que, de tão boa a solução, passa a ser copiada (tá, seremos sutis), passa a ser referencia e todo mundo que se acha publicitário, artista gráfico ou criativo usa sem saber porque usa. Porra, é claro que o cara sabe de onde veio, ele viu um dia e aquilo ficou na cabeça dele. A cada dia tem sido mais impossível criar algo sem que alguém já não tenha feito antes, mas este assunto é para uma outra pauta.

O fato é que bons materiais de RPG quase não existem e são caros, a maioria dos materiais são comuns demais, as editoras não inovam, não respeitam o público e colocam a venda coisas inacabadas e ruins fazendo-nos de bobos, acham que ainda estão na década de 80 do milênio passado. Todos nós estávamos reféns destes senhores de engenho, cansados de tomar chicotadas nas costas amarrados no tronco, dae vieram alguns baderneiros da senzala e criaram os primeiros Blogs de RPG. Uma reação natural, é a (re)evolução da espécie.

Somos NERDS, ligados a tecnologia, criativos e inovadores, demorou para chegar ao RPG, mas chegou. Acho que ficamos tempo demais aceitando conceitos de uma era passada.

Revoltai-vos NERDS malditos, criem blogs, podcasts, videocasts, uma grande e boa editora para o gênero, pois só aquele que se move é que chega a algum lugar!

6 – Você já falou um pouco sobre Pixel Art no Urina Negra, tinha até uma foto sua em pixels! Você aderiu ao pixel art? Se aderiu abandonou ou anda sem tempo? Aonde a galera pode ver algumas das suas criações?

Adoro Pixel Art, no meu primeiro computador, com ruindows 95, fazia desenhos no Paint Brush e animava em Flash 2 ou imprimia e fazia pequenos flip books!

A verdade é que eu sempre estou desenvolvendo muitas coisas ao mesmo tempo e o Pixel Art foi uma das coisas que fui trabalhando menos, mas eu realemnte adoro e quero fazer mais! Só pode ser referência do Atari.. só pode!

7 – Você tem algum projeto guardado na gaveta sobre RPG? Um mundo, um sistema…

Caramba, depois de ver como é complicado para iniciantes aprenderem RPG, em todos os aspectos e o puta preconceito de um monte de Troll (no mal sentido, claro) que tem por ae, estou sim, trabalhando em um projeto. É um cenário e estou gostando muito dele, mas meu perfeccionismo tem atrasado sua finalização. Mas a gente chega lá, afinal, só aquele que se move…

8 – Foi bem no seu estado que houve um dos maiores equivocos com relação ao RPG devido ao caso em Ouro Preto. Como foi aquela época para um jogador de RPG da sua região? Você teve na pele algum problema, ou em casa ou nos locais que jogava?

Minha família é em sua maioria, católica. O resto, também na maioria, possui suas crenças e são muito religiosos. Passei um certo perrenge, mas… tam tam taaaaaaaam!

Eu fiz o que quase ninguém fez: Continuei jogando. E fiz mais, saí da minha casa e fui jogar na casa de parentes, de amigos, na rua, conversava toda hora sobre o assunto em locais públicos, lutei contra minha timidez para provar, mostrar e ensinar que RPG é bacana e que possui vários benefícios sociais e psicológicos, que podem ajudar na educação e formação do caráter de uma pessoa.

Bati no meu peito e gritei que eu jogava, incitei a curiosidade das pessoas que depois me ajudaram a mostrar para outros que RPG é coisa do bem! Todo mundo jogava, filhos, pais, empresários, freiras… Mostrei livros e exibia com orgulho todo aquele material NERD que ficava sempre meio escondido no meu quarto.

9 – Você tem Dado D4 em casa Edy?

Tenho 2D4, 8D6, 4D8, nenhum D10 (uso os 2 do meu irmão), 2D12, 2D20 e meu irmão também tem vários.

Antes de comprar os dados, fiz os meus primeiros em papel. E você que pensava que Geometria era uma matéria inútil, seu tolo!

10 – Por fim, na ultima pergunta como sugestão do Antonio Sá. O que você acha do blog de seu entrevistador, o Dados Limpos?

Rá, vão pensar que você me pagou para responder essa, ou que temos um caso de amor secreto ou que você roubou minha Filacteria!

O Dados Limpos hoje é possivelmente o blog de RPG mais importante de todos, pois muita gente se conheceu ali e foi palco de um dos mais importantes movimentos do RPG contemporâneo: O Primeiro Encontro de Blogs de RPG.

Phil Souza comanda com maestria aquela excelente birosca e mostra que de perto, nós realmente não somos nada normais!

É leitura obrigatória e um grande incentivador para que eu continue escrevendo, mesmo sem o tempo e periodicidade que eu gostaria de investir no Urina Negra e Urina de Dragão (e os outros que tenho na manga).

Dados Limpos deve ser apreciado sem moderação!

Obs: O Edy já avisou que a proxima vítima da vez é o Rey Jr do Ooze

O problema de ficar parado um tempo com o seu blog é obviamente o fato de outras pessoas não pararem. Minha lista de feeds está abarrotada, cheia de coisas para ler que por experiência propria eu não lerei nem metade, é muita coisa. Pior que isso são os memes…

Um meme pode demorar para ser respondido dependendo da complexidade que se pede para conclui-lo. Estou devendo por exemplo a resposta de um meme para o Rocha do Área Cinza e a Galera do D3 System que só não saiu ainda por que sou muito chato criticando e indicando livros…

O M.K me mandou um meme muito simples que é usar a aplicação web Wordle e brincar com as palavras encontradas no meu blog gerando uma especie de desenho:

tags1.JPG

É só clicar na imagem para ve-la em tamanho real…

Destaque para as palavras em miguxês e o marcante “Cu” lá no canto inferior direito…

Continuando a brincadeira quero ver as palavras que vão sair do Ooze, Pensotopia e do Inominattus. lembrando que é só entrar site do Wordle e dar o endereço do blog que a brincadeira começa. É possível brincar com a formatação e organização das palavras nos menus Layout, Font e Color que aparecem após a imagem ser formada.

O RPGista… Quer dizer… O Alexandre, me convidou para um meme que é meio culpa minha. Enquanto ele comentava sobre as adversidades de se tornar um mestre contra a propria vontade  ele falou que se faz muita besteira até achar o tom. E assim surge um meme aonde cada blog pode contar um pouco de grandes cagadas que mestre ou os jogadores fizeram em campanha…

Vamos chamar essa história de O Massacre da Serra Elétrica Espada Mágica…

massacre-da-espada-vorpal.jpg

 Eu me divirto escrevendo nesse blog…

Era uma noite fria e chuvosa… Eu em uma campanha da clássica combinação 3D&T + Arton resolvi colocar como desafio para meus jogadores um Clérigo de Keen, Deus da Guerra. Coloquei boas estatísticas para o adversário, mas na hora H (como sempre…) eu penso em outras possibilidades e mudo algo, nesse caso a arma do clérigo que agora era Vorpal…

Eu que não gostava da idéia de tirar 1 e arrancar a cabeça de um jogador – principalmente em 3D&T, a chance de tirar 1 em 1d6 é maior – resolvi considerar uma arma vorpal algo que era tão afiado que cortava com facilidade membros, entre eles a cabeça. Após um resultado 1 em 1D6 eu escolhia aleatóriamente um membro em uma rolagem de 1d6 sendo 1 a cabeça. Acho que deu pra vocês entenderem o tamanho da merda que foi…

Tive assim uma campanha acabada após ver os personagens dos meus jogadores morrerem sem braços e pernas em combinações curiosas… No máximo, agora eles formavam um time paraolímpico. E as atrocidades não paravam por ali! Luigi Sortudo era um dos NPCs que acompanhavam os jogadores e bem… Ele terminou a campanha sem os DOIS BRAÇOS

Uma campanha terminada em um final digno de filmes de terror americano… O Massacre da Espada Mágica… Lógico que nunca mais boto nada vorpal em campanha…

Agora vem os novos convidados da vez:

– O Bruno Cobbi do D3System (que deve ter boas história pra contar…)

– O Edy Abreu do Urina de Dragão (não esqueci você Edy, viu? :D)

– O Rey Jr do Ooze (que tava de vadiagem e não de viadagem :D)

– O Toiço da Matilha (que como mestre também deve ter suas histórias…)

– O Eduardo Rolim do Toca do Elfo

Próxima Página »