Eu não sabia até ter entrado de férias que era tão viciado em internet. O limite entre algo doentio e um habito saudável pode se tornar pequeno e você nem perceber. Quando se mora com os pais existe as vezes um consentimento dos mesmos em que você fique horas no computador (como no meu caso), é a tal da privacidade que pentelhamos eles o tempo todo para ter ou simplesmente é a necessidade que nossos pais sentem de fazer algo sozinhos, enquanto seus filhos fazem alguma atividade que os deixem em paz. Mas ai é que as vezes mora o problema…

Confesso que eu era menos grudado com o computador, mas depois que comecei a blogar me tornei um viciado em informação. Perco tempo além do necessário lendo coisas que nem sempre são úteis e deixar de fazer coisas importantes na sua vida por causa de um computador (ou qualquer coisa) é um bom sinal de que sua relação com essa atividade não está muito saudável…

De certa forma é até aceitável perceber que todo nerd possui uma relação bem compulsiva com alguma atividade como video game, internet, miniaturas, rpg… Enfim, gostamos dessas coisas e as vezes falta um limite da nossa parte.

Meu casamento e meu filho são o que está me salvando. Eu tenho uma teoria de que nossos pais nos dão a base para o que somos, mas muitas manias e hábitos adquiridos depois não são eles que vão mudar. Mesmo você tendo 15 anos e dependente deles, vão ter coisas que eles não vão gostar e você não vai mudar. Depois de um tempo os pais perdem certos poderes sobre seus filhos, vejo isso acontecer bastante e ai o que nos salva somos nós mesmos…

Quando entrei de férias ouvi reclamações constantes da minha esposa sobre eu ficar tempo demais no computador. “Eu estava de férias, por que eu deveria estar de frente para aquilo?” . Eu sei caro amigo, se você tem a ligeira impressão que dorme com os teclados nas mãos de tanto que fica na frente do PC você se incomodaria muito com esse questionamento, eu mesmo me incomodei… Mas… Não é que minha esposa estava certa?

Comecei a perceber que quase todo tempo que eu perdia ali era para checar emails que eu sabia que já estavam lidos, reler coisas, buscar coisas irrelevantes… Se eu estivesse programando ou estudando para uma prova importante tudo bem, mas não era esse o caso. Percebi nas minhas férias que eu estava perdendo muito tempo útil por nada. Nem diversão, era o simples costume de sempre fazer aquilo!

E por que estou falando disso? Ué, até aonde o RPG também não se encaixaria em um habito nerd  com potenciais chances de sermos viciados? Já ouvi cada barbaridade de jogadores que deixaram de fazer muita coisa para jogar RPG. Concordo, se você gosta muito de jogar RPG é de se esperar que você jogue  bastante, mas… Até aonde vai o seu limite? Você deixaria de fazer suas obrigações para jogar? Você fica ansioso quando não consegue jogar RPG?

É bom começarmos a perceber que é muito bom fazer outras coisas, eu não deixei de jogar RPG por que me casei, por que meu filho nasceu. Diminuiu um pouco mais a frequência, mas não ha como prolongar a adolescência, um período aonde eu tinha bem menos coisas para fazer. Muitos nerds gostariam de ser eternos adolescentes e passar a vida toda jogando RPG. Confesso a vocês, sou imensamente tentado a pensar dessa forma. Mas é melhor não.

Não estou chamando ninguém aqui de viciado, não sou eu que vou dizer isso, é você mesmo. Mas achei importante expor o que descobri sobre mim, sobre minha compulsividade. Prefiro que seja eu quem fala, alguém que joga RPG, que está sempre na internet. Nossos pais mesmo constantemente falando, talvez não chamem tanto nossa atenção, a grande verdade é que, querendo ou não, algumas vezes eles estão certos.

Anúncios

Um aviso a todos os leitores (hahahaha) desse blog. Peço desculpas pelo meu desaparecimento, mas além de problemas familiares a internet no meu trabalho simplesmente estava em manutenção. Caso não saibam 70% do que faço aqui é feito no periodo da tarde aonde meu trabalho me deixa tocar outros projetos.

Agora ela voltou (acho…) depois de uma ameaça judicial da minha faculdade contra a OI que como o Marcelo Lira bem disse, deveria se chamar CU(como anda o GURPS 4E Marcelo?!?).

Aguardem novidades, mas por enquanto vou ter que correr e me atualizar, depois de tanto tempo um pouco distante da internet…