Que tal deixar que seu amigo pague o almoço para você e resolver isso em uma batalha com cardgames? PowerLunch foi uma interessante descoberta que fiz no site de vendas de rpg do tio Steve “Gurps” Jackson, o E23. Um jogo para dois jogadores aonde o objetivo é simples, quem ganha tem o direito de ganhar um lanche de graça do colega!

Claro que isso pode se estender para um jantar ou qualquer aposta entre dois amigos ou conhecidos. Mas o realmente divertido é a proposta inusitada de como conseguir os cardgames. No jogo as cartas utilizadas na disputa são cartões de apresentação comercial! Sim! Aqueles cartões oferecidos por profissionais das mais diversas áreas com nome, email e telefone de contato. Você que está lendo esse texto deve até mesmo ter um cartão próprio e pode acreditar, você pode utiliza-lo em jogo!

Os cartões de apresentação são dividos em 3 tipos especificos de acordo com a profissão da pessoa no cartão.

Chief – O cartão de um grande executivo ou qualquer outro cargo de liderança.

Underlings – Profissões que possuem alguém acima de você coordenando suas ações.

Free Agents – Os famosos Freelancers que trabalham sozinhos.

Para cada um desses três tipos de cartões ha uma capacidade especial em jogo além da curiosa função dada para os números de telefone no cartão. Elas são o poder de ataque, defesa e pontos de vida de cada cartão que para atacarem precisarão ser movimentados com “petelecos” para deslizarem contra os cartões inimigos.

PowerLunch é um jogo casual que pode ser aprecisado tanto por jogadores de RPG quanto pessoas que desconhecem o jogo e acaba de entrar para minha coleção de divertidos jogos que podem render uma boa diversão em momentos totalmente inesperados.

Para os interessados em mais detalhes sobre o jogo, o pdf em inglês pode ser baixado de graça da loja do tio Steve: http://e23.sjgames.com/item.html?id=SKPE0702

Anúncios

Todo mundo que se amarra em RPG, mundo de fantasia ou desenho animado, conhece algum personagem que rotineiramente costuma gastar todo o seu Ki/Cosmo/Soma/Chakra em um ataque extremamente poderoso, como último recurso, que geralmente leva o nome de “Ataque final…” ou “Final ataque…” ou algo similar, (geralmente eles caem fatigados depois disso), o problema é que, se o personagem é o herói da história, beleza, ele pulveriza o inimigo e a luta acaba. Porém, se é o vilão ou um mero coadjuvante, na maioria das vezes (leia-se quase sempre) o ataque simplesmente pifa. Não importa como, o inimigo esquiva ou as vezes ele é golpeado em cheio, mas faz aquela cara de cú como quem diz: “Não senti o seu golpe” (o Super-Homem sempre faz isso), ou o golpe é de um elemento ao qual o inimigo é invulnerável (já tentou usar uma fireball potencializada, maximizada, duplicada, ampliada e gelada contra um dragão vermelho?) Ou o inimigo não é real, era apenas um clone usando 30% do poder do vilão verdadeiro… Pois bem, existem alguns exemplos de super ataques megalofodônicos que nunca funcionam. Vamos a eles:

Arremessar Kunais: O principal de todos e, na minha opinião o mais maneiro e frustrante ataque não funcionante, é o da Tenten de Naruto. Reparem que em matéria de charme, beleza e nome até que é um golpe maneiro. Mas… alguém se lembra de um dia ele ter funcionado? Fico pensando, os ninjas da vila da folha são tão fodas, mas nenhum deles percebe que ficar atirando kunais nos inimigos simplesmetne não funciona! Afinal, os inimigos sempre esquivam, ou invocam um vento para defletir os ataques mesmo. É um dinheiro gasto a toa, quanto será que cada vila gasta em faquinhas ninja por ano? Reparem que eles nunca pegam as kunais de volta, nem quando elas agarram em troncos de árvore (sempre), sacanamente chamados de buchins. Bem… por mais evolution que a Tenten se torne, enquanto ela ficar com essa palhaçada de tacar clipes de papel nos outros, nunca vai ganhar uma luta… Então, atirar estrelinhas ninja nos inimigos, NÃO FUNCIONA!!!

Tenten perdendo tempo

Tenten arremessando faquinha é algo que NÃO FUNCIONA...

Ladino que tenta bater igual a Guerreiro (alusão a um certo alguém do grupo): Se você monta um ladino, a principal característica que você vai bombar, são as perícias, é lógico. Mas existem certos jogadores, que seguem o lado sujo dos Dados e, querem apenas bater, pilhar, socar e destruir, bombando o ataque e dano do ladino. No entanto, o ladrão não é um personagem feito pra isso, seu dano nunca vai ser comparável ao do guerreiro (nem com furtivo). Lembro muito bem da última vez que jogamos, dentro de um navio, enquanto os guerreiros desoçavam cerca de três piratas por ataque, dando em média de 100 pontos de dano, o ladino (que já tinha deixado de ser alquimista com bacharelado em venenos), que sempre insistiu em bombar o ataque do personagem, bateu uma vez, dando 9 de dano no cara do mastro, enfurecendo-o… Portanto, personagem ladino porradeiro, NÃO FUNCIONA!!!  

eSSES LADINOS SABEM VIVER

Esses sim são ladinos de verdade. Porque ladino querendo bater, NÃO FUNCIONA...

Deck de Fractius: No mundo de Magic the Gathering, existe um grupo de criaturas muito poderosas, chamadas de Fractius. O principal poder delas, é que elas simplesmente ganham as habilidades de qualquer outro Fractius que estiver em jogo (ótima idéia para monstros. Que o Fiu não veja isso). Exemplo, se na mesa houver um fractius que regenera, todos os fractius vão regenerar, se houver um que ganha ataque, todos vão ganhar, se um teleportar, todos teleportam, invisibilidade a mesma coisa, levitação idem e assim sucessivamente. É um tipo de baralho empolgante, porque ele faz tudo, já que seus bichos tem todas as habilidades do jogo. Só tem um probleminha… ele não ganha jogo. Pode até ganhar daquele seu vizinho fraquinho, que invoca a primeira criatura depois do 13° turno, mas em jogo de verdade, tipo em campeonato, só token (jogador iniciante, que não sabe jogar direito. Ps: Fonte) aparece com um deck desses. O fato é que é um baralho sem tecnologia, ou seja, baseado apenas em criaturas, uma mágica que mata criaturas em massa, domina facilmente um inimigo assim. Conclusão, deck de Fractius, NÃO FUNCIONA!!!

Fractius de alguma coisa

O monstro até é maneiro, mas um deck só com eles, NÃO FUNCIONA...

Pare em nome da lei: Todos já presenciaram, em algum filme policial americano, quando o tira bonzinho persegue o meliante gritando com todas as forças: “Parado aí” ou “Pare em nome da lei” (se fosse no Brasil seria: “Pede pra sair”). Mas, alguém já viu o bandido parando??? A única forma, é o tira sacar a arma e dar uns tiros de aviso, mas apenas gritar, eu nunca vi funcionando. Deixando bem claro que não estou sugerindo que os tiras atirem primeiro e avisem depois, mas… que não funciona, não funciona. Pense bem, se você é um trombadinha, bateu uma carteira e está feliz da vida com 23 reais conseguidos desonestamente (que aliás, acabaram de mudar a sua vida… pra sempre), quando do nada, surge um PM fardado, correndo atrás de ti, gritando pra você parar, para que ele possa te prender. Seja honesto, você pararia? Pois é, nem eu. Qual é a lição que tiramos disso? “Pare em nome da lei”, NÃO FUNCIONA!!!

Parar em nome da lei/ Isso NÃO FUNCIONA...

Parar em nome da lei? Isso NÃO FUNCIONA...

Névoa profunda: Lembra do episódio de Yu Yu Hakusho, ainda no primeiro torneio das trevas, quando o Yusuke luta contra um cara fortão que usa o suor do corpo pra fazer uma neblina e atacar escondido através dela sem ser visto? Pois é, vamos ser sinceros, aquele cara era tão tosco que chegava a ser engraçado. O mais legal, é que ele fez o maior charme pra mandar seu poderoso ataque fodônico, “Névoa profunda”, (deveria ser Névoa imunda), que nada mais era do que criar uma fumacinha pra esconder seu rosto. Na ocasião, o Bad-Boy, lançou um Lei-gam no muro, que ao desabar fez um ventinho que dissipou a fumaça do outro (dissipar magia, 3° círculo). Agora realiza, aquilo nunca funcionaria contra ninguém. Nem com o Kuabara, ele simplesmente daria 10 passos para a esquerda saindo da área de alcance da nuvem e esperaria algumas rodadas até o efeito terminar. Simples né? Então aprenda, fazer uma fumacinha pra brincar de esconde-esconde, NÃO FUNCIONA!!!

Coloquei a foto do Kuabara porque ele é maneiro e o personagem que descrevi é tão NÃO FUNCIONANTE, que nem foto dele eu achei, se alguém tiver manda pra eu postar...

Coloquei a foto do Kuabara porque ele é maneiro e o personagem que descrevi é tão NÃO FUNCIONANTE, que nem foto dele eu achei, se alguém tiver manda pra eu postar...

Winvirus: Qualquer nerd do mundo já percebeu isso. Exatamente naquela hora que você está terminando de digitar sua dissertação de mestrado, ou seguiu exatamente todos os 14 passos para finalizar sua compra pela internet ou ainda chegou no labirinto n° 2431 de packman… surge aquela famosa caixa de texto conhecida por todos: “Este programa não está respondendo. O Windows gerou um log de erro e precisa ser fechado”. Nessa hora você sempre leva a mão na testa exclamando “Put que pari…”. E o desgraçado ainda vem com um tal de enviar relatório de erro, maior inutilidade, por acaso o fabricante vai recuperar o seu arquivo enviando o tal relatório? Aliás, alguém já enviou relatório de erro? Pombas! São tantos, que eu passaria 12h por dia enviando relatório de erro, ia ter um arquivo exclusivo na Microsoft só pra mim, cheio de relatórios meus, que nunca seriam lidos, imagina se alguém vai ler todos os relatórios de erro gerados pelo Winvirus! O caso é que, não é novidade que a grande “M” criou o maior virus do mundo e, o pior é que ele NÃO FUNCIONA!!!

Até o virus que eles criam não funciona

O que adianta versão 2012 dessa droga, se ela NÃO FUNCIONA...

LHC: Muita gente passou despercebido pelo que seria o fim do mundo. O acionamento do Grande Colisor de Hádrons, um super acelerador de partículas, com 27Km de circunferência, que vem sendo construído a mais de 30 anos embaixo da Europa (qualquer goblin faz-tudo constrói algo melhor do que isso). O objetivo da engenhoca? Adivinhe, é acelerar partículas. E pra que serve? Pra deixar as partículas aceleradas oras. Se quer mais informações sobre essa droga, clique aqui. O caso é que desde o fim da segunda guerra, o mundo vem investindo porrilhões de dólares numa máquina pra tentar provar as principais teorias físicas (partículas aceleradas e coisa e tals). Mês passado, depois de enrolarem por anos a fio pra apertar o tal botão que enfim ligaria a máquina (e consequentemente engoliria a terra formando um buraco-negro ou atraindo Chutullu até aqui), no primeiro teste realizado, a maior façanha humana simplesmente… pifou. Sim, a lata velha simplesmente teve de ir para o conserto assim que foi ligada (algum idiota plugou essa merda no 110v). Pelo menos teremos mais uns meses de vida, já que o LHC, simplesmente NÃO FUNCIONA!!!

Grande destruidor de mundos

A maior máquina de destruição em massa do universo, NÃO FUNCIONA...

Qualquer ataque desferido mais de uma vez contra C&A de pégasus: Não importa o quão poderoso é o inimigo (até mesmo os deuses), eles nunca atingirão C&A mortalmente mais de uma vez. Desde o começo do desenho, todos os vilões acertam em cheio seus golpes finais mais megalofodônicos e mortais apenas uma vez em pégasus, a partir da segunda vez o golpe infalível começa a falhar. O mais incrível, é que depois de não morrer após ser atingido por um golpe mortal e estar sem os cinco sentidos, C&A de pégasus acertava seus inimigos com mais 11 de seus meteoros e o seu golpe ficava mais forte na 2° vez, mais rápido na 3°, mais brilhante na 4° e assim vai. O caso é que o Ki dele sempre aumentava quando o vilão usava o golpe mortal pela 2° vez e ele enxergava o ponto fraco vencendo a luta (aposto que se o inimigo parasse de atacar, ele venceria, pois C&A nunca aumentaria seu Ki e perderia a luta por falta de forças (anemia energética). Não há o que contestar, usar o mesmo golpe contra C&A de pégasus pela 2° vez (apenas contra ele) NÃO FUNCIONA!!!

Não importa quantos ataques mortais ele tomou ou quantos sentidos a menos ele tenha. Um segundo ataque contra ele, NÃO FUNCIONA...

Não importa quantos ataques mortais ele tomou ou quantos sentidos a menos ele tenha. Um segundo ataque contra ele, NÃO FUNCIONA...

Esses são apenas alguns exemplos de ataques fodônicos que nunca funcionam, existem muito mais. Mas as vezes eles são sutis e, nos passam despercebidos. Portanto, preste atenção a sua volta, mais cedo ou mais tarde, vai perceber que alguma coisa não é ou não faz, aquilo que deveria ser ou que deveria fazer…

Não tenho mesmo o que fazer…

Aqui vão fotos muito bem comentadas sobre EIRPG de sábado que fui quando passei lá em São Paulo. Caso não saibam esqueci a fonte do meu celular e por isso o burro aqui teve que usar o da irmã que é mais ruinzinho. Como ela não tinha cabo demorei um pouco para subir as fotos. Bom ai vão elas, cliquem nas fotos para deixar maior!

Phil Souza no EIRPG

Daemon editora na área! Curiosamente foi o unico local aonde se vendia dados de RPG. Não gostei muito dos lançamentos presentes na editora no dia, mas a Daemon é a Daemon. Temos que respeitar.

Aqui você pratica seu lado Legolas de ser. Você paga por alguns tiros com arco em um alvo. Caso você acerte no centro parabéns. Você ganha mais tiros!

Corajosos cavaleiros em uma pose antes do terrível combate que os espera. O trânsito de São Paulo (Nível de Desafio 20).

Repare, um deles acabou de descobrir o que vai enfrentar, sua espada chegou a cair (isso ficou meio esquisito…)

Esse é o grande palco de eventos para as apresentações de fantasias temáticas de Fantasia Medieval e Vampiro, A mascara. Parece chato? Pelo menos se você for homem acho que não. Vejam algumas das concorrentes nas fotos do site da Devir.

Poster de Warcraft que não pude deixar de fotografar em homenagem a meus jogadores fãs do jogo. Jogamos usando o livro de campanha, mas gosto de misturar tudo e brincar com ideias proprias. Se prender a um mundo é muito chato. Viajar na maionese e bem melhor! :D

Eis ai, gamers em seu habitat natural. Por favor, não alimente-os.

Jogos de miniatura são fantasticos. Mas sinceramente tenho medo de perguntar quanto deve custar cada miniatura dessas…

Torneio tentacular O Chamado de Cthulhu. H.P Lovercraft um dia sonhou que seus pesadelos escritos seriam para RPG e para toda literatura de horror uma das maiores referências?

Desafio D&D. Você enfrenta com seu grupo varios mestres e desafios. Quem sobreviver ganha pontos que vai subindo você no ranking. Vejam ai por vocês mesmos…

O pessoal reunido no desafio D&D. Qual será o nível do pessoal, fico me perguntando…

Muvuca em frente a estande da Devir que era a maior do evento assistindo ao lançamento do DVD do Mundo Canibal… Quando comprei meus livros lá o rapaz no caixa tinha vontade de destruir a tv que exibia. Fique escutando aquela maldita voz maluca do Mundo Canibal por muito tempo para você ver…

Ahá! Magic! Nunca joguei esta porra, mas quase todos meus jogadores já. Ai vai a cena de uma partidinha…Identifiquem as cartas se puderem.

Crônicas de 7º Lua. Feito pelo pessoal da RedeRPG. Olhem e prestem atenção a esse novo mundo. No site da RedeRPG eles sempre falam um pouco. Vale a pena dar uma olhada.

Tagmar 2! Sim Tagmar retornou. Eu quero um dia ver as regras, um dia posto um pouco sobre esse antigo e respeitável RPG nacional.

O pessoal da Maticora Editora galera. Mais livros para me deixar mais pobre e eles mais ricos. Capitalismo ou Burrice mesmo? Bom, melhor nem continuar o raciocínio…

A primeira parte acaba aqui! Vou postar na outra as partes da entrevista com Monte Cook, a foto corrida com J.M Trevisan e as lindas mulheres que vi no IERPG