Médico Brasileiro

Não ha criatura neste reino que não tenha medo de um Médico! Nunca se viu criatura mais cruel, nunca se viu ser mais assustador em todo reino! Não se engane se ela diz que deseja te ajudar, o conhecimento que eles possuem é sobre a morte e não sobre a vida. Maldita hora que fui me consultar…

Bardo Lirur Lepheu após voltar de um exame de prostata…

Pré-requisito: Usar um jaleco branco.

Bisturi

Todo médico brasileiro carrega um, pelo menos até esquecer no corpo de alguém…

Prof. +3 Dano 1d4 Preço 10 PO Grupo Lâmina Leve Propriedades Mão inábil, Leve de arremesso, Pequena

HABILIDADES DA TRILHA MÉDICO BRASILEIRO

Ação do Médico (Nível 11): Quando você gasta um ponto de ação para efetuar uma ação extra você… Não faz nada. Manda o paciente adversário procurar outro hospital por que esse está super lotado…

Sindrome do Jaleco Branco (Nível 11): Você possui a sua volta uma aura de morte que causa pânico em quem você se aproxima. Todos os personagens de raça humanoide presentes no combate (sejam aliados ou inimigos) ganham penalidade de -1 em suas resistências quando as rolam contra os ataques do Médico Brasileiro.

Erro Médico (Nível 16): Sua dedicação a seus paciente é tão grande que você amputa o braço do paciente com dor de barriga… Um adversário que esteja sobre qualquer condição de combate (atordoado, cego… etc) recebe +1d6 de dano extra quando é atacado por um ataque corpo a corpo desferido pelo médico.

PROEZAS DO MÉDICO BRASILEIRO

Esquecer Ocultar objeto cirurgico

Ataque de Médico Brasileiro (Medicina) Nível 11:

Ops… Aonde deixei meu bisturi?

Encontro * Marcial, Arma

Ação Padrão Arma corpo a corpo

Alvo: Uma criatura

Ataque: Destreza Vs Reflexos

Sucesso: 2[A] + Modificador de Destreza e 1 ponto de dano contínuo até que o paciente adversário tenha removido a arma de seu corpo através de um teste de Socorro (CD 20).

Efeito: O Médico Brasileiro perde oculta  seu bisturi no paciente e fica sem arma.

Receitar Injeções

Utilidade de Médico (Medicina) Nível 12:

Paciente 1: Doutor sinto dores de cabeça e tonteiras constantes….

Médico: Humm… Uma injeção de proparoxina…

Paciente 2: Doutor acho que estou grávida!!!

Médico: Humm… Uma injeção de proparoxina…

Amigo: Grande juvenal! Quanto tempo meu amigo!

Médico: Humm… Uma injeção de proparoxina…

Diário * Marcial

Ação Padrão Corpo a Corpo

Alvo: Uma criatura

Efeito: Sua rotina de receitas é tão monotona que não tem como errar. Você pode escolher acertar uma rolagem que errou.

Hipocondria

Ataque de Médico (Medicina) 20

Médico: Hei! Olhe pra mim! Você está se sentindo bem?

Você convence o adversário que ha algo de errado com ele…

Diário * Psíquico

Ação Padrão Alcance 5

Alvo: Uma Criatura

Ataque: Inteligência Vs. Vontade

Dano: 3[A] + Modificador de Inteligência e o adversário adquire a doença Virose.

Virose

Doença de nível (o médico não tem a menor noção…)

Você tem qualquer coisa que o médico não sabeTUDO é virose.

Tolerância Melhora CD 30, Mantém CD 25 e Piora CD 24.

Você está Curado… Acho… < Role 1d20, consulte a tabela abaixo e descubra o sintoma <> Estágio Inicial: Role 1d20, consulte a tabela abaixo e descubra o sintoma <> Role 1d20, consulte a tabela abaixo e descubra o sintoma > Estágio Final: Você morre… Acho…

Lista de sintomas

1) Você tem dor de cabeça

2) Você tem dor no dedo

3) Seu braço cai

4) Você não enxerga nada.

5) Você escuta vozes

6) Você joga RPG

7) Você resolve se casar

8 ) Você tem febre

9) Você tem surdez

10) Role novamente e mantenha sintomas anteriores se existir.

11) Você acha que é um texugo atroz pelado bebado dançando macarena

12) Você tem amnésia

13) Você morre

14) Você tem diarréia

15) Você perde o olfato

16) Você não sente suas pernas

17) Você morre

18) Você fica inconsciente

19) Você fica enjoado

20) Você morre

Druidas e Rangers possuem companheiros animais. Os Magos e Feiticeiros possuem seus familiares. Em qualquer outro mundo ou gênero animais estão presentes ajudando ou atrapalhando nossa vida. Muitas vezes a gente esquece deles, partes muito divertidas de um filme são voltados a brincadeiras com animais. Não sou nenhum fã dos filmes de animais que minha mãe caça loucamente em cada canal de filmes, mas posso dizer que saber utiliza-los pode ser divertido. Pessoas capazes de falar com animais podem descobrir o quão sarcastico pode ser a forma com que os animais nos vêem que criamos tantas complexas situação diante de tanta simplicidade que é a vida cotidiana…

Animais como criaturas sábias: É valido observar que em culturas mais antigas os animais são considerados criaturas sábias, sabem incriveis segredos e muitas vezes salvam a vida dos grandes herois. O corvo de O Hobbit que o diga.

Animais como criaturas engraçadas: Ok, já falei até lá em cima. Criaturas com uma visão irônica de nós ou que sejam engraçados em seus costumes. Filmes como Doutor Dolliter ou sei lá como se escreve dizem muito bem o que quero dizer…

Animais da forma científicamente correta: Nada impede que o mestre julgue o nível da inteligência do animal e personagens capazes de conversar com eles teriam que se virar pra ultrapassar as barreiras causadas por isso. Essa idéia pode ser misturada com qualquer uma das duas visões acima ou as duas ao mesmo tempo. Por que não?

Animais com hábitos estranhos: Quem já teve animais em casa sabe sobre os estranhos fenômenos que ocorrem as vezes com certos animais… Ou as vezes nem tão estranhos, mas digamos que aplicados a situações diferentes… Se uma aguia gigante acha que é seu filhote e não quer deixar que você saia do seu ninho o que você faria?

Animais como ameaça: Eles estão em toda parte. No Mundo das Trevas dos Vampiros ou na Fantasia Medieval eles estão por todo lado. Quem sabe se comunicar e falar com esses animais pode ser uma ameaça ou uma grande ajuda. Gandalf sabe o quanto isso pode ser precioso quando O Castanho (ou marrom, nem lembro mais) lhe enviou umas “Aguias Gigantes” pra ajudar… (ha! você achou realmente que foi igual ao filme?)

Enfim, vou pensar mais com carinho nos animais. Aliás… o motivo desse post foi simples. Acabei de descobrir agora de tarde que meu querido gato “Tainha” tenta espantar pássaros latindo assim como meu pequenês faz. O gato cresceu junto com o cachorro e por isso essa estranha… atitude. Escutar um gato tentando latir, juro pra vocês, é engraçado e não ha como não perceber…

Faltou falar da Sessão 5. Meu Deus! Com o falecimento de minha avó quase abandonei a coitada…

Foi uma sessão para me ensinar algo, com certeza. Falei demais, dei muitas informações e a primeira parte ficou definitivamente monótona. Após conhecerem aliados importantes e terem novas conversas com seus Gahs os jogadores partem em direção ao ninho da Rainha Branca, ela é um Lorde das Aranhas, uma especie de divindade menor que esta escondida e manipulando com seus servos a cidade de Uldum. Axiste algo que ela guarda que é importante para os jogadores. Mas o que seria? Segundo seus novos companheiros foi o motivo pelo qual os ultimos que visitaram a fogueira morreram… Um novo dungeon a vista começa a ser explorado.

Mas sinceramente acho que eu exagerei nas informações….

Após ver o comentário do meu amigo Marcelo do Head Like a Hole no post da Classe (Quase) Prestígio EMO me lembrei que elas andam meio abandonadas.

Não. Eu não esqueci delas… Minha mente doentia (pré-requisito número 1 para mestres de RPG) somada a minha falta do que fazer (pré-requisito número 2 para mestres de RPG) já bolaram algumas idéias. Por isso quero fazer uma votação, postem e deem suas opiniões sobre qual Classe vocês querem que eu crie:

Deus: Dizem que tem um só, dizem que são muitos, dizem que não existe… Ha um conteúdo vasto de discussões e ironias em até mesmo mundos fantasticos sobre a figura de um deus. Que tal uma classes prestígio ironizando isso? Pensei em pedir a ajuda do Reverendo ou quem sabe do Cardoso… Mas acho que o Cardoso nunca jogou RPG de mesa. Diferente do Reverendo…

Arquetipos dos Jogadores by Sistema que Jogam: Como seria uma classe prestígio que imita um jogador de D&D? Vampiro? Gurps? Acho que não a necessidade de falar mais nada…

Classes Prestígio relacionadas aos meus jogadores: Bom, fico me perguntando como seria uma classe prestígio que imite o Sapo, Max, Sati, Alberto, Phan, Marcio… e vocês?

Escolham, quero saber…

Muita discussão surgiu sobre o lançamento dessa versão “Monte Cook” o mundo das trevas da White Wolf. O pessoal começou a falar que ia virar porradaria pura, que iria virar um dark D&D e bla, bla, bla. Querem saber jogadores estáticos de vampiro? Esqueçam!

Você acham realmente que esse novo WoD, essa versão Monte Cook é para vocês? Pode ser que sim, mas a principal ideia da White Wolf (uma grande ideia alias) é com a presença das ideias do Monte Cook chamar atenção de outros nichos de jogadores fora os já estereotipados e nem um pouco popularizadores jogadores de Vampiro.

Não, NÃO, eu não odeio vampiro. Pelo contrário, acho muito interessante… O que é triste é a visão limitada do tipo D&D porrada, Vampiro Interpretação, 3D&T jogo para iniciantes e por ai vai… Por mais que um sistema seja voltado para favorecer tal aspecto do rpg e da interpretação as coisas tem que ser assim? Quem interpreta e faz o clima são os jogadores e o mestre meus caros e interpretar e jogar uma campanha mais voltada a interpretação pode ser feito em uma mesa de D&D ou Vampiro, Shadowrunner, 4D&T e o que for…

Com certeza a WW chamou Monte Cook pra fazer essa versão alternativa… mas você não acham que se ela vender bastante ela não pode acabar se tornado a mais que definitiva versão? Quem quiser ter uma ideia clique aqui. O Blog WoDBrasil anda traduzindo as previas das historias e das raças e ambientações do livro. Achei muito interessante e parece muito mais chamativo para jogadores de outros sistemas que os antigos jogadores da WoD. Vejam pelos comentários. Mas eu garanto a vocês que esses livros devem bombar, mas graças a uma nova geração de RPGistas. Como o Alberto falou, os antigos serão enterrados com seus modulos básicos (tudo bem, estou aumentando…).

Novamente só pra garantir, clique aqui e leia varias traduções de WoD by Monte Cook.

Perdidos em Uldum

Primeiro eu começo com a historia da Phan. Afinal, utilizei-a na ultima aventura como uma forma de tocar a história, até mesmo por que o Gah que serve a ela tem haver com a trama do local. E assim eles conhecem o ex-Lorde da Aranhas, agora uma criatura montruosa, metade homem, metade aranha, que age de forma assustadora e de uma forma até suspeita.

Após as apresentações voltamos ao encontro no prostibulo de Uldum aonde meus queridos amigos entram em busca de um conselheiro do prefeito e descobrem que todos os presentes dentro do prostibulo(ou pelo menos quase todos) são possuidos pelas aranhas extraplanares… Que maravilha… Apresento a eles um personagem que servirá como GahVar (Inimigo da esperança), um ex-inimigo de um dos Gahs que é um minotauro que é especializado em armas de fogo. Ele veio por acaso, na realidade foi um sonho que sinceramente não sei como me veio, sobre um minotauro pistoleiro e suas arma imensas fazendo um maior estrago aonde ele utiliza-se. Ainda não dei muita atenção a ele, mas garanto que vou…

Depois temos uma fuga e um confronto com uma milícia, uma aliança que depois se revela falsa e a fuga de Max de uma armadilha dentro do mesmo prostibulo(esse foi o resumo mais incrível que eu já fiz). A historia termina sem resolução, meus jogadores estão perdidos, eles parecem que ainda não entraram no mundo como deveriam. Não só por ser mestre e assim conhecer bem como resolver certos problemas, mas conheço uns amigos meus (Marcio e Jefferson) que arranjariam um jeito rapidinho de resolver isso… Mas vamos falar disso no proximo post. Alias… Vamos as Fotos:

Alguma coisa de errado Marcio?

Sapo em um momento “HardCore”…

O grupo quase todo Reunido. Notem o Max tentando dar uma “linguada” na Phan. Reparem que o Marcio quer também…(a linguada)

Classes (Quase) Prestígio – EMO

O EMO é uma espécie de paladino. Bom, nem tanto. Dedica sua vida a uma deusa que normalmente é uma mulher e nunca vai “dar” aquilo que ele quer apesar dele mesmo “dar”. Essas criaturas emocionalmente perturbadas são os seres mais ambiguos que os mundos fantasticos já conheceram… Bom ou mal? Verdadeiro ou falso? Preto ou branco? Homem ou Mulher? Homo ou Hetero? São tantas perguntas que se criam quando alguém se torna um EMO que é difícil até mesmo explicar. Acredita-se que as raças que mais tendem a se tornar EMOs são os elfos, halfling e humanos. Todos por sua tendencia de ser um tanto “delicada”…

Dado de Vida: d4

Pré Requisitos

Para se tornar um EMO você deve preencher todos os seguintes critérios.

Você tem de ser criado por sua Avó ou ter tomado um pé na bunda fantastico de uma mulher…

Bônus Base de ataque: +5

Perícias: Atuação +9, Disfarce(Opção sexual) +5, Blefar(Opção sexual) +5

Pontos de Perícia por Classe: 2 + Bônus de Inteligência

Perícias de Classe
As perícias de classe de um EMO(e a habilidade chave de cada perícia) são: Diplomacia, Acrobacia, Adestrar Animais, Cavalgar, Blefar, Decifrar Escrita.

Pontos de Perícia a cada Classe: 4 + modificador de Inteligência

Habilidades de Classe

Armas e Armaduras: Qualquer Arma Simples e Comum e todas as Armaduras e Escudos.

Franja: No primeiro nível todo EMO ganha uma franja. Ela é seu simbolo de Poder(???) e perde-la significa perder suas habilidade até que ela esteja minimamente refeita.

Miguxez: Os EMOs possuem um liguagem escrita secreta própria que é o Miguxez… essa assustadora lingua é uma distorção “aveadada” da lingua comum falada. Em tese a lingua não é tão secreta assim. É que ninguém fora os EMOs conseguem entender mesmo…

Benção EMO: No primeiro nível os EMOs por sua dedicação a sua deusa ganham um bonus extra em todas as jogadas de resistencia igual a seus bonus de carisma.

Mãos Frescas: Com o toque um EMO pode transferir sua frescura para outra criatura… Reduza a Força e Constituição da criatura e transfira para Carisma o equivalente a bônus de carisma + nível de EMO / 2. Arredonde sempre pra baixo os valores.

Disfarce Aprimorado: Devido a suas caracteristica ambiguas um EMO consegue se disfarçar com muita facilidade. Recebe um bonus de +2 a cada 3 níveis apartir do nível 3.

Montada Especial(Isso mesmo… MONTADA): Misteriosamente apartir do nível 4 o EMO passa a receber a companhia de uma criatura normalmente muito alta (entre 2 a 3 metros) considerada de tamanho grande que porta uma “espada gigante”. Ela não ataca ninguém e normalmente aparece para o EMO na realidade a noite quando ele vai dormir… Recupere o número de pvs extra do EMO igual ao nível dele de classe. Normalmente a criatura muda de noite pra noite mas até agora nenhum EMO reclamou da diversidade de montadas…

Orkuticídio: No quinto nível, o EMO é capaz de simular sua propria morte. Ele ficará com 1 ponto de vida e cairá totalmente machucado por quase se matar(infelizmente quase…). Através de tecnica especiais adquiridas por sua vontade imensa de morrer o EMO parece estar morto por um número de horas igual seu carisma sendo o mínimo 1 horas. Mas obviamente ele sempre voltará pra encher o saco…

Choro EMO: Apartir do sexto nível um emo pode apelar em testes de blefe e diplomacia para o choro compulsivo e depressivo. Usando toda sua força emoguxa ele pode substituir seu teste de pericia por um teste de CD 5 + Bonus de Carisma que o inimigo fará. Caso o inimigo passe ele terá vontade de bater no EMO só de raiva pela palhaçada e receberá um bonus para bater no mesmo igual o carisma do EMO…

Mãos Depressivas: Apartir do sétimo nível o EMO passa com suas mão todos seus sentimentos depressivos… Com um ataque de toque caso e EMO passe ele obriga o adversário a fazer um teste de vontade CD 15 + Bonus de Carisma do EMO. Caso falhe todas suas jogadas de resistencia e acerto recebem uma penalidade igual ao Bonus de Carisma do EMO. O mínimo de penalidade é -1.

Redução de Dano Traseiro: No oitavo nível ou por constantes visitas de suas “montadas especiais” ou por outras montadas que não quero saber o EMO reduz o dano de qualquer ataque que é feito contra sua parte “traseira”. Ele ganha uma redução igual a Nível de Classe EMO x 2.